1  10  11  12 


PATAGÔNIA


"A utilidade das viagens consiste em regular a imaginação pela realidade e em ver como são as coisas em vez de pensar como podem ser."
Samuel Johnson (1709 - 1784)

 

 

 

 

PARTICIPANTES
- João Carlos Ignaszewski, empresário, BMW R 1100 GS
- Clodoaldo Turbay Braga, médico, Cagiva 900 cc
- Helio Mendes Lima, técnico em petróleo, BMW R 1100 GS
- Dalton Bishop Cordeiro, advogado, BMW R 1100 GS

 

LIVRO DE BORDO
- Data da saída: 26 de dezembro de 1995
- Países percorridos: Brasil, Argentina, Chile e Uruguai
- Quilometragem percorrida: 14.600 km
- Estrada de terra: 3.100 km
- Estrada pavimentada: 11.500 km
- Tempo gasto: 30 dias
- Número de aduanas: 18
- Gasolina mais cara: Uruguai U$ 0,90
- Gasolina mais barata: Ushuaia AR U$ 0,35
- Gasto aproximado: U$ 1.800,00
- Maior altitude percorrida: 3.832 m. em Las Cuevas AR
- Maior altitude avistada: 6.959 m. - Aconcágua AR

 

PONTOS IMPORTANTES
- Las Cuevas/Andes (Argentina / Chile)
- Caracoles (Chile)
- Puerto Montt (Chile)
- Ilha de Chiloe (Chile)
- Carretera Austral (Chile)
- Glaciar Perito Moreno (Argentina)
- Torres del Paine (Chile)
- Ushuaia (Argentina)
- Península Valdes (Argentina)
- Montevidéu (Uruguai)
- Punta del Este (Uruguai)



 

TERRA BRASILIS
26 de dezembro de 1995, pela manhã o Grupo Terra Brasilis Moto Aventura prepara-se para dar início ao Raid Patagônia, com saída em frente a concessionária BMW em Curitiba PR.



 

O Terra Brasilis nasceu devido a afinidade e ao gosto de seus integrantes pela aventura com motocicleta. São seis os participantes; Daniel Câmara, industrial que neste Raid teve a função de base de apoio em Curitiba, ou no seu impedimento a minha mulher Néry atenderia os contatos e providências; Guilherme de Geus, empresário que teve que desistir da viagem devido a problemas particulares. O Raid Patagônia foi formado então por: Dalton Bishop Cordeiro, advogado, João Carlos Ignaszewski, empresário, Clodoaldo Turbay Braga, médico, e eu, Helio Mendes, técnico em petróleo.

 

 

Os Andes


Primeiro pernoite em Francisco Beltrão, onde nosso amigo e também motociclista Sérgio Andrade nos esperava com um gostoso churrasco.
Saímos do Brasil por Dionísio Cerqueira - PR, entrando na Argentina por Bernardo de Irigoyen, passando então pelas primeiras duas das dezoito aduanas que teríamos de cruzar nos próximos 30 dias.


 

Na primeira cidade na Argentina, Eldorado, fomos abordados na rua e entrevistados pela equipe de reportagem do canal de TV local. Nos sentimos muito importantes, afinal não é todo dia que se é convidado para uma entrevista.


 

Depois de Resistência, começamos a percorrer o Chaco Argentino rumo sul para Santa Fé. É uma planície só, retas infindáveis, muitas plantações, destacando-se grandes áreas plantadas de girassol, com seu amarelo dourado, muito bonito. Abrimos o gas com gasolina super no tanque, um pouco mais cara que a brasileira, mas excelente.


 

Pernoite em Mendoza AR, hotelzinho meio derrubado!






1  10  11  12